Conheça os carros elétricos mais baratos no Brasil

Procurando os modelos de carros elétricos baratos disponíveis no Brasil? Preparamos uma lista completa e atualizada. Confira!
Escrito por:
Redação Tupinamba

Redação Tupinamba

Compartilhe:

homem recarregando o carro

Embora os carros elétricos possam apresentar um valor mais caro na hora de compra, com o tempo, a redução de combustível e até mesmo os custos de IPVA podem fazer o investimento valer a pena. Por isso, nos últimos meses, pelo menos uma dúzia de carros elétricos foram lançados no mercado brasileiro. Assim, enquanto alguns modelos podem custar muito caro, existem outros tipos de carros elétricos baratos.

Pensando nisso, confira neste artigo quais são os principais modelos de carros elétricos que custam mais barato no mercado brasileiro. Além disso, você também poderá entender melhor como funcionam os carros dessa modalidade e como eles irão se tornar maioria no Brasil em um futuro próximo.

O que são carros elétricos e híbridos?

Os carros elétricos e híbridos têm ganhado destaque entre os motoristas do mundo todo, e agora mais que nunca, no Brasil. 

Dessa forma, é muito importante entender melhor o que são esses modelos de carro. 

No primeiro caso temos o carro elétrico, que pode ser entendido como um tipo de veículo movido por um motor completamente elétrico.

Ao contrário dos motores a combustão, os motores elétricos usam energia química armazenada em baterias recarregáveis ​​para alimentar seus motores, que então convertem essa energia em formas mecânicas que permitem o movimento do veículo e o conforto do usuário. Esse modelo de carro tem sido muito utilizado principalmente pelos motoristas que se importam com o meio ambiente, visto que ele não libera gás carbônico na atmosfera.

No caso dos carros híbridos, eles são conhecidos por terem dois motores – um que funciona com gasolina comum e outro com eletricidade. 

Dessa forma, eles são uma alternativa viável para quem quer ser mais sustentável, mas ainda não pode comprar um veículo 100% elétrico. Os modelos de automóveis híbridos usam significativamente menos gasolina e não requerem nenhum tipo de tomada para funcionar.

Carros elétricos e híbridos devem ser maioria no Brasil em 2035, aponta estudo 

De acordo com relatório divulgado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA), o Brasil deve seguir a tendência mundial e aumentar as vendas de veículos híbridos e elétricos. 

De acordo com projeções feitas pela organização, até 62% dos veículos vendidos em território nacional em 2035 serão elétricos ou híbridos.

Várias montadoras, incluindo a Mercedes-Benz, já divulgaram investimentos significativos em veículos elétricos com planos de substituir completamente seus motores de combustão interna nas próximas décadas. 

Para competir economicamente com a China, o atual presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, também anunciou publicamente planos para reduzir as emissões de carbono através do incentivo à produção de carros ecologicamente responsáveis.

Apesar das projeções brasileiras, que certamente deixariam o mercado automotivo satisfeito, estudo realizado em colaboração com o Boston Consulting Group (BCG) revela que é necessário um investimento significativo de R $150 bilhões em infraestrutura, tecnologia e produção de veículos elétricos para que o cenário se torne realidade. 

Segundo relatório da ANFAVEA e do BCG há três cenários que o mercado pode utilizar para realizar as projeções, reduzindo significativamente as emissões de poluentes e modernizando a indústria automotiva, sendo eles: inercial; convergência global; e protagonismo de biocombustíveis.

Carros elétricos mais baratos no mercado nacional 

Espera-se que as vendas de automóveis elétricos e híbridos continuem batendo recordes em 2022. Apenas no primeiro trimestre houve um aumento de 115% no número de vendas desse tipo de carro. Segundo dados de janeiro de 2022 da ABVE, já houve a venda de 86.986 unidades. Por isso, confira os 10 veículos elétricos mais baratos no Brasil atualmente.

1  – Renault Kwid E-Tech  – é um dos carros elétricos mais baratos e está a partir de R$ 146.990

Com preço a partir de R $146.990, a versão 100% elétrica do Kwid é apresentada como uma das mais acessíveis do país. Essa versão está equipada com um motor de 48 kW, o que equivale a uma potência máxima de 65 cv e possui o torque do motor elétrico de 11,5 kgfm. Além disso, o motor é alimentado por uma bateria de 26,8 kWh que pode carregar de 15 a 80 % em menos de 40 minutos quando um carregador do tipo DC é usado.

Esta combinação elétrica proporciona ao Kwid E-Tech uma autonomia de até 265 km em ciclo combinado e 298 km em ciclo urbano. Vale ressaltar ainda que a velocidade máxima do veículo é de 130 km/h, e sua aceleração de 0 a 50 km/h leva 4,11 segundos.

2 –  JAC E-JS1 – a partir de R$ 159.900

Um dos mais recentes lançamentos de veículos elétricos do país, o E-JS1, custa em média R $159.900 e é uma das opções mais acessíveis para aqueles que desejam adquirir um carro elétrico. Ele foi desenvolvido na China em colaboração com a Volkswagen e tem, pelo padrão NEDC, 300 quilômetros de autonomia.

Embora seu motor tenha 62 cv, menos que um Renault Kwid (70 cv), seu torque de 15,3 kgfm é comparável ao de veículos com motores de 1,6 aspirados. Segundo a JAC, o pequeno hatchback acelera de 0 a 100 km/h em 10,7 segundos.

3 –  JAC E-JS1 EXT –  a partir de R$ 174.900

Em comparação com o modelo padrão da linha, a nova suspensão foi elevada em 50 mm após a troca, e novas rodas de 14 polegadas com pneus de uso idênticos de 175/70 foram adicionadas. O seu motor possui 62 cv e 15,3 kg/m. Alimentado por uma bateria de 30,2 kWh, o veículo percorre cerca de 302 quilômetros com carga, atinge 100 km /h em 10,2 segundos e pode chegar a uma velocidade de até 110 km/h. O valor deste modelo custa a partir de R$ 174.900.

4 – Renault Zoe E-Tech Intense – a partir de R$ R$ 239.990

Há alguns meses, a nova geração do Renault Zoe chegou ao Brasil. No entanto, poucas pessoas conseguiram identificar a sua chegada. Isso ocorre porque não houve muita mudança visível em comparação com o modelo anterior, pelo menos do lado de fora.

Contudo, isso não significa que o hatchback não seja moderno, pois suas linhas sempre foram funcionais. O motor do Zoe melhorou para 135 cv e 25 kgfm, e sua autonomia aumentou para respeitáveis ​​385 km de acordo com os padrões WLTP. Um aumento de preços coincide com os novos desenvolvimentos que agora podem custar cerca de R $239.990.

5 – Fiat 500e Icon a partir de R$ 255.990

O novo Fiat 500e é construído sobre a plataforma Mini BEV. Em comparação com o modelo da geração anterior, o Fiat 500 elétrico é 22 mm mais comprido (3.632 mm), 56 mm mais largo (1.683 mm), 29 mm mais alto (1.530 mm) e 22 mm mais afastado entre os eixos (2.322 milímetros).

O carro que custa a partir de R $255.990, possui o sistema mecânico do Fiat 500e conta com um motor completamente elétrico, com 118 cv (87 kW) de potência e 22,4 kgfm de torque. 

De acordo com dados de fábrica, o subcompacto é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 9 segundos e fazer reversões de 60 a 100 km/h em 4,8 segundos. A velocidade máxima é limitada a 150 km/h e possui uma bateria com uma capacidade de armazenamento de 42 kWh. Por fim, sua autonomia pode chegar a 320 km.

6 –  JAC E-JS4 a partir de R$ 256.900

O JAC E – JS4 é o único SUV do grupo a oferecer mais espaço interior pelo mesmo preço de seus concorrentes. Ou pelo menos, próximo a isso. Seu preço aproximado é de R $256.900, o que está mais perto do fim da lista dos mais baratos do que do começo. Em contrapartida, possui motor de 150 cv e 34,7 kgfm, além de grande área para os ocupantes.

7 – JAC E-J7 – a partir de R$ 259.900

O JAC E-J7 foi construído em uma plataforma personalizada, embora a Volkswagen da Alemanha, proprietária de 75% da divisão de veículos elétricos JAC, seja responsável por supervisionar seu desenvolvimento. Esse modelo é bastante conhecido pelo seu espaço, visto que ele mede 4,77 metros de comprimento, 1,82 metros de largura e 2,76 metros entre os eixos e pode ser encontrado no mercado a partir de R$259.000.

Além disso, o motor do JAC E-J7 tem 193 cv e 34,7 kgfm, o suficiente para acelerar de 0 a 100 km /h em menos de 5,9 segundos.  Por fim, a capacidade total da bateria de fosfato de ferro e lítio é de 50,1 kWh. Essa é a mesma capacidade oferecida pelo Peugeot 208 e-GT, que pesa apenas 120 kg a menos e tem autonomia de 340 quilômetros.

8 – Peugeot 208 e-GT – a partir de R$ 276.990

O oitavo carro elétrico mais barato foi lançado recentemente pela empresa Peugeot. Dessa forma, o cliente recebe a versão elétrica do hatchback por R $276.990 da empresa. Produzida na França, tem acabamento ainda melhor que a versão a gasolina. Esse modelo de carro acelera de 0 a 100 km/h em 8,1 segundos por causa de seu motor elétrico altamente eficaz, e produz 136 cv e 26,5 kgfm de torque. No que tange a sua autonomia, ela é de 340 km.

9 – Nissan Leaf  –  a partir deR$ 293.790

Este modelo foi introduzido no Brasil a partir de 2019 e continua popular entre o público em geral, afinal, ele foi o veículo elétrico mais popular no país em 2021, por exemplo. O Nissan Leaf possui motor elétrico que tem potência máxima de 149 cv e torque máximo de 32,6 kgfm. Por isso, ele se consagrou como um dos mais poderosos no mercado. O hatchback japonês pode ir de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos. Enquanto isso acontece, sua velocidade máxima é de 144 km/h.

Este veículo também pode ser uma escolha para quem procura muito espaço interior. A geração atual do Nissan Leaf tem 2.700 mm entre os eixos. Ou dito de outra forma, muito conforto para todos os passageiros. Depois de conhecer tudo o que ele oferece, não fica muito difícil entender o motivo deste modelo ser encontrado por cerca de R $293.790 no mercado brasileiro.

10 – Mini Cooper S E – a partir de R$ 248.590

A Hatch com três portas elétricas puras exibe o mesmo design do seu modelo anterior, sem perder sua essência, assim como não alterou o tamanho, espaçamento entre eixos ou volume porta-malas. Nesse sentido, o Mini Cooper S E possui a altura da carroceria de 1,414m, ou seja, 18 mm mais alta que a do Mini Cooper S, com peso de 190 kg a mais no total (1.365 kg) em relação ao “irmão” movido a gasolina.

Semelhante à propulsão do BMW I3S, o Mini Cooper S E utiliza um motor elétrico com 184 cv de potência e 27,5 kgfm de torque máximo. 

O sistema é alimentado por uma bateria de 12 módulos em forma de “T”, permitindo que o centro de gravidade do veículo seja melhorado e rebaixado em 30 mm em comparação com o Mini Cooper S. Tudo isso e muito mais pode ser adquirido pelos interessados por cerca de R $248.590.

Conclusão

Os carros elétricos estão cada vez mais adentrando o mercado automobilístico brasileiro. Além de serem soluções mais ecológicas para o meio ambiente, também oferecem muito conforto, praticidade e beleza. 

Nesse sentido, como pode ser visto, existem algumas opções que são mais econômicas para aqueles que desejam ter o seu próprio carro elétrico.

Se você gostou desse conteúdo sobre os carros elétricos mais baratos e gostaria de conhecer mais sobre essa nova tendência de mercado, é só continuar navegando no site da Tupinambá

Além disso, neste site você poderá ter acesso a diversos equipamentos necessários para os motoristas dos carros elétricos. 

Leia também

Newsletter

Receba conteúdos especiais antes de todo mundo.

Deixe seu email ao lado e inscreva-se!